Concurso FIOCRUZ 2016

By | Concursos Públicos | No Comments

Concurso FIOCRUZ – A Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) lançou os dois primeiros editais do concurso para 150 vagas autorizado pelo Ministério do Planejamento em abril deste ano. Até o momento, foram liberados os regulamentos para o preenchimento de 31 vagas nos cargos de Assistente Técnico de Gestão em Saúde (21) e Especialista em Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública (10). A organização do concurso está por conta da própria FIOCRUZ, que lançará ainda os editais para os cargos de Técnico em Saúde Pública (61 vagas de nível intermediário) e Pesquisador em Saúde Pública (61 vagas de nível superior).

O requisito mínimo para concorrer ao cargo de Assistente Técnico é ter ensino médio completo e, no mínimo, um ano de experiência no perfil. Do total de vagas de Assistente Técnico de Gestão em Saúde, 16 são de ampla concorrência, uma reservada para pessoas com deficiência e quatro reservadas para negros. O vencimento básico é R$ 2.313,61, mas quando somados os benefícios e vantagens, a remuneração inicial total pode atingir o valor de R$ 5.180,81.

Do total de vagas para Especialista, cargo que exige formação específica em nível superior, sete são para ampla concorrência, uma reservada para pessoas com deficiência e duas vagas reservadas para negros. O vencimento básico do cargo é R$ 8.022,79 e a remuneração total – quando acrescidos os benefícios e vantagens previstos – pode chegar a R$ 16.867,00.

INSCRIÇÃO CONCURSO FIOCRUZ

O valor da inscrição é de R$ 70,00 ou R$ 250,00 e a participação deve ser confirmada por meio do acesso ao site http://concurso.fiotec.fiocruz.br, de 04 de julho a 08 de agosto de 2016.

PROVAS

Para o cargo de Assistente Técnico, a seleção consistirá de prova escrita objetiva, prevista para o dia 25 de setembro de 2016, versando sobre os conteúdos listados no final desta notícia. A aplicação será nas cidades para onde são destinadas as vagas: Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Manaus. O gabarito do concurso FIOCRUZ será divulgado no endereço eletrônico oficial, em até 48 horas após a aplicação.

Para Especialista em Ciência e Tecnologia, o concurso será composto de prova discursiva (prevista para ser aplicada na mesma data da prova objetiva), análise de títulos e currículo, apresentação do Projeto de Atuação Profissional e defesa de memorial. As avaliações ocorrerão nas cidades de vagas, que são Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Recife e Salvador.

Os editais completos do concurso FIOCRUZ e demais atualizações devem ser conferidos no site da FIOTEC/FIOCRUZ: http://concurso.fiotec.fiocruz.br. As dúvidas, sugestões e reclamações serão recebidas pelo telefone (21) 2209-2279 e e-mail [email protected]

Os conteúdos programáticos das provas de Assistente Técnico são os seguintes:

LÍNGUA PORTUGUESA

1. Compreensão e interpretação de texto. 2. Tipologia textual. 3. Discurso direto e indireto. 4. Ortografia. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Acentuação gráfica. 7. Pontuação. 8. Uso da crase. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Flexões nominal e verbal. 12. Vozes verbais. 13. Sintaxe da oração e do período. 14. Uso dos pronomes. 15. Redação oficial.

RACIOCÍNIO LÓGICO

1. Estruturas lógicas. 2. Proposições simples e compostas. 3. Tabela verdade. 4. Operação com conjuntos. 5. Princípios de contagem e noção de probabilidade. 6. Diagramas lógicos, tabelas e gráficos. 7. Juros. 8. Cálculo com porcentagem. 9. Equivalências lógicas. 10. Problemas de raciocínio: deduzir informações de relações arbitrárias entre objetos, lugares, pessoas e/ou eventos fictícios dados.

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

1. Constituição da República Federativa do Brasil: organização do Estado, direitos e garantias fundamentais e organização dos poderes. 2. Leis nº 8112/90, 8666/93, 9784/99 e 11.355/2006. Noções de ética pública. 3. Noções de arquivo. 4. Noções de atendimento ao público. 5. Noções de administração financeira, de recursos humanos e de materiais no serviço público. 6. Noções de Direito Administrativo: conceitos, princípios básicos, atos administrativos, estrutura administrativa, poderes administrativos, conceito e classificação dos serviços públicos e agentes públicos.

Fontes:

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=3&pagina=101&data=14/06/2016

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=3&pagina=107&data=15/06/2016

Concurso Corpo de Bombeiros – DF

By | Concursos Públicos | No Comments

Grandes oportunidades na área militar do Distrito Federal acabam de ser lançadas. É que estão publicados os seis editais de concurso público nº 001/2016, voltados para o preenchimento de 779 vagas no Corpo de Bombeiros – DF. O IDECAN é a organizadora escolhida para executar a seletiva, cujo período de inscrições vai de 18 de julho a 18 de agosto de 2016, no site www.idecan.org.br, ao custo de R$ 90,00 ou R$ 140,00.

Os candidatos que optarem pela inscrição no posto fixo com acesso à internet deverão se dirigir ao Setor Comercial Sul – SCS Quadra 4 Bloco A Sala: 303, Edifício Embaixador – Brasília/DF.

  • VAGAS E REQUISITOS BÁSICOS

115 vagas para o Quadro de Oficiais Bombeiros Militares Combatentes (QOBM/Comb.), no Posto de 2º Tenente. Para estas vagas, os candidatos deverão ter diploma de nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no mínimo com categoria tipo “B”.

44 vagas para o Posto de 2º Tenente dos Quadros de Oficiais Bombeiros Militares Complementar (QOBM/Compl.), de Oficiais Bombeiros Militares de Saúde (QOBM/S) e de Oficiais Bombeiros Militares de Médico e Cirurgião-Dentista. Há chances para diversas especialidades médicas e para áreas como Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia, Nutrição, Farmácia-Bioquímica, Enfermagem, Engenharias, Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia. Além da graduação, é preciso ter a CNH – B ou maior.

55 vagas de nível superior em qualquer área (mais CNH “D” ou maior) na graduação de Soldado Bombeiro Militar do Quadro Geral de Praças Bombeiros Militares na Qualificação Bombeiro Militar Geral de Manutenção (QBMG-3), para realizar as atividades de Mecânica de Manutenção de veículos (Veículos/Equipamentos).

05 vagas (superior em qualquer área + CNH “B” ou maior) na graduação de Soldado Bombeiro Militar do Quadro Geral de Praças Bombeiros Militares na Qualificação Bombeiro Militar Geral de Manutenção – QBMG-3, para realizar as atividades de Mecânica de Manutenção Aeronáutica (Aeronaves/Equipamentos).

112 vagas na graduação de Soldado Bombeiro Militar do Quadro Geral de Praças Bombeiros Militares na Qualificação Bombeiro Militar Geral de Condutor e Operador de Viaturas – QBMG-2. Também é preciso ter nível superior em qualquer formação e CNH “D” ou maior.

448 vagas na graduação de Soldado Bombeiro Militar do Quadro Geral de Praças Bombeiros Militares na Qualificação Bombeiro Militar Geral Operacional – QBMG-1. Interessados devem ter graduação em qualquer área e CNH “B” ou superior.

As remunerações apresentadas variam de R$ 5.108,08 a R$ 11.654,95, dependendo de alguns fatores, tais como o período de ingresso no respectivo Curso de Formação e a graduação alcançada na corporação.

PROVAS

Dependendo do edital de interesse, a seleção poderá ser composta pelas etapas de: prova de conhecimentos – objetiva e discursiva; prova de conhecimentos práticos; exame de aptidão física; inspeção de saúde – exames médicos, biométricos e complementares, testes toxicológicos e exame odontológico; avaliação psicológica; e sindicância de vida pregressa e investigação social e funcional.

A prova de conhecimentos – objetiva e discursiva – será realizada no Distrito Federal, com data inicialmente prevista para o dia 9 de outubro de 2016 (domingo).

De acordo com o governo do Distrito Federal, desde 2011, data do último concurso público, não houve ingresso de novos oficiais e praças na corporação. O objetivo desta seletiva, portanto, será diminuir o déficit de pessoal e, com isso, garantir a excelência na prestação de serviço à comunidade.

Editais e atualizações devem ser conferidos no link: http://www.idecan.org.br/getConc.aspx?key=a3X76GJtZRU=

Para obter outras informações não constantes dos editais, o candidato deverá acionar a Central de Atendimento pelo telefone 0800-033-2810 ou pelo e-mail: [email protected]

Concurso da Polícia Civil para o Ensino Médio e Superior: Salários de até R$ 10.079,28

By | Concursos Públicos | No Comments

Segurança pública é a base da sociedade; por isso, é necessário que o estado tenha policiais civis em número suficiente para combater o crime e garantir segurança a população.  O governo do estado de São Paulo vai abrir um novo concurso com 3176 vagas. Neste concurso, há vagas que exigem ensino médio e superior. Os valores dos salários podem chegar até o máximo de R$ 10.079,28. Leia mais informações a seguir. Read More

Aeronáutica realiza Exame de Admissão para o CAMAR

By | Concursos Públicos | No Comments

O Comando da Aeronáutica anunciou a abertura de Concurso Público para o Exame de Admissão ao Curso de Adaptação de Médicos (CAMAR).

Há oportunidades para as especialidades de Anestesiologia (6), Anatomia Patológica (2), Cancerologia (1), Cardiologia (1), Cirurgia Geral (4), Clínica Médica (10), Ginecologia e Obstetrícia (6), Medicina Intensiva (2), Hemoterapia (1), Medicina da Família e Comunidade (7), Oftalmologia (3), Otorrinolaringologia (3), Ortopedia (1), Pediatria (1), Psiquiatria (7) e Radiologia (3).

O estágio de adaptação é ministrado no Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), em Belo Horizonte – MG, e têm a duração aproximada de 17 semanas.

Durante a realização do curso, os candidatos serão designados Primeiro-Tenente Estagiário e, quando concluírem o CAMAR serão nomeados Primeiro-Tenente Médico para a realização de Curso de Medicina Aeroespacial (CEMAE) no CIAAR.

As vagas estão distribuídas entre as localidades de Alcântara – São Luís – MA; Anápolis – GO; Barbacena – MG; Belém – PA; Belo Horizonte – MG; Boa Vista – RR; Brasília – DF; Campo Grande – MS; Curitiba – PR; Guaratinguetá – SP; Manaus – AM; Natal – Parnamirim – RN; Pirassununga – SP; Porto Alegre – Canoas – RS; Porto Velho – RO; Recife – PE; Rio de Janeiro – RJ; Salvador – BA; Santa Maria – RS; São José dos Campos – SP e São Paulo – Guarulhos – SP.

Podem se candidatar aqueles que apresentarem formação de nível superior, e que não completarem 36 anos até 31 de dezembro de 2017.

As inscrições devem ser efetuadas de 11 de julho de 2016 a 9 de agosto de 2016, mediante o preenchimento do formulário pelo site www.fab.mil.br, e pagamento da taxa de R$ 120,00.

Para avaliar os inscritos serão aplicados Parecer da CPO ou da CPG (para candidatos militares); Provas Escritas; Inspeção de Saúde (INSPSAU); Exame de Aptidão Psicológica (EAP); Prova Prático-Oral (PPO); Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF); e Validação Documental.

Os eventos serão realizados em Belém/ PA, Natal/ Parnamirim – RN, Fortaleza – CE, Recife/ Jaboatão dos Guararapes – PE, Salvador/ BA, Belo Horizonte/ Lagoa Santa – MG, Rio de Janeiro – RJ, São Paulo/ Guarulhos – SP, Campo Grande/MS, Porto Alegre/ Canoas – RS, Curitiba – PR, Brasília – DF e Manaus – AM, conforme cada etapa.

EDITAL DE ABERTURA

Concurso IBGE 2016: Edital e Inscrição

By | Concursos Públicos | No Comments

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulga edital com 7.500 vagas na função de Agente de Pesquisas e Mapeamento.

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) liberou pela Cesgranrio o primeiro edital (nº 2/2016) para a realização de processo seletivo, com o objetivo de preencher 7.500 vagas para a função de Agente de Pesquisas e Mapeamento. Esses profissionais temporários irão atuar em 550 municípios distribuídos nos 26 Estados e no Distrito Federal, lembrando que também já foi publicada a segunda seleção, com 325 vagas para o Rio de Janeiro.

A remuneração oferecida mensal será de R$ 1.250,00, mais auxílio-alimentação e auxílio-transporte, assim como as férias e ao 13º salários proporcionais, para o cumprimento de jornada semanal de 40 horas. Read More

Crise

By | Sem categoria | No Comments

Todos nós já perdemos a conta das vezes em que ouvimos a palavra ‘crise’. Existem crises para todo gosto: financeira, pessoal, profissional, ambiental, setorial, estrutural. E fica a impressão de que é quase impossível alguém atravessar a vida sem ser atingido por, pelo menos, uma daquelas famosas crises existenciais: primeiro, vem a crise da adolescência. Depois, a matrimonial. Em seguida, as das diversas idades – a crise dos trinta, a dos quarenta, e de todos os ‘enta’ daí em diante, até a chegada da crise da meia-idade (que de ‘meia’ não tem nada, porque chega quando uns 70% da existência já se escoaram).

Há alguns anos, eu trabalhei em uma empresa cujo dono vivia repetindo uma mesma frase, sempre que algum sintoma mais preocupante pintava no horizonte: ‘Crise é qualquer situação para a qual não soubemos nos preparar’. E aí, antes mesmo que a crise se materializasse, dá-lhe corte! De despesas, de pessoas, de investimentos. Ou seja, quando não havia crise, nós éramos tratados como se houvesse uma, e, portanto, estávamos sempre em crise. A receita do tratamento de choque preventivo funcionou perfeitamente, até que, há dois anos atrás, aquela empresa faliu, deixando um batalhão de funcionários e credores a ver navios. E o dono deu uma entrevista, tentando explicar por quê: ‘Fomos engolidos por essa avassaladora crise econômica que se instaurou no país’. Mas, como nenhuma outra empresa do mesmo setor havia falido, era óbvio que a tal crise econômica não podia ter sido a única culpada pelo naufrágio da empresa. O dono é que havia mudado seus critérios. E aí eu acho que entendi o que é crise.

Crise era, originalmente, apenas era um termo médico. Quando uma doença atingia um estágio altamente preocupante, e os tratamentos usuais já não surtiam mais efeito, o médico tinha que tomar alguma medida drástica, senão o doente sucumbia. Era exatamente esse momento que, há dois milênios, os antigos gregos chamavam de krisis, ou, literalmente, ‘julgamento’. Esse sentido de ‘urgência’ da palavra sobreviveu na expressão ‘ponto crítico’, isto é, aquele instante decisivo em que, ou alguém toma uma providência, ou a situação escapa definitivamente ao controle. E foi isso que levou aquela minha ex-empresa para o buraco: pela primeira, única (e última) vez, o dono se convenceu de que estava diante de uma ‘situação passageira’ e decidiu ‘esperar os acontecimentos’.

Há alguns meses, eu conversei com ele, e ele me contou a lição que aprendeu com o triste episódio: crise é sempre a nossa interpretação pessoal de uma situação. Se aceitarmos que uma crise ‘veio de fora’, e, logo, está além de nossa compreensão e de nossas providências, aí ela se instala feito uma bactéria em nosso organismo, enfraquece nossa resistência, e começa a causar estragos em nossa saúde física e mental. Logo, todas as crises são individuais – situações que aparecem de repente, para testar nossa capacidade de julgar com rapidez e de decidir corretamente. Só é vitimado por uma crise séria, mesmo – pessoal ou profissional – quem fica aguardando o pior passar, para só depois resolver o que fazer. Enquanto ele falava, eu me lembrava que tenho um amigo, o Rubão, que vive em estado de crise permanente desde que nasceu. Atualmente, ele anda em crise de relacionamento com seu chefe. Eu perguntei por que o Rubão não sentava com o chefe dele e tentava acertar as diferenças, e ele nem piscou:

– Eu, hein? Com essa crise de desemprego que tem por aí?

Um texto de Max Gehringer retirado do seu site oficial.